• Audium

Você se surpreenderá com o valor do silêncio. Acredite em mim.

Eu queria muito conversar sobre o que Gordon Hempton já causou em prol de nossa existência através da busca pelo silêncio.


Não se trata do silêncio total. Algo quase impossível. Mas do silenciar dos toques de celular, dos motores e tantos outros ruídos criados por nós.




Hempton lançou a Quiet Parks International (QPI), uma ONG com objetivo de certificar e preservar paisagens sonoras naturais na terra, promovendo o "turismo silencioso" (no texto seguinte te mostrarei aonde ela já chegou).

Quando se fala de cuidados ambientais, fala-se de lixo, de poluição visual, do cheio de toxinas. Mas pouco se faz contra os barulhos, cada vez mais constantes em nosso dia-a-dia. Vele lembrar de que o silêncio é outra forma de ar puro.


A OMS já trouxe estudos mostrando mais de 1 milhão de anos de saúde plena são perdidas entre europeus ocidentais devido à poluição sonora ambiental por longo prazo.

Esta poluição sonora ameaça a sobrevivência de mais de 100 espécies distintas de animais, segundo um relatório da The Royal Society's Biology Letters. Aliás, os habitats mais saudáveis hoje são os mais silenciosos em relação aos ruídos não naturais que produzimos.




Tenho muito mais para te contar, mas colocarei em tópicos para você entender como isso é sério:

- Muitos animais dependem dos sons para encontrar um companheiro, migrar, caçar e evitar predadores.

- O barulho do trânsito eleva os batimentos cardíacos da lagarta da borboleta.

- O ruído distante das estações de compressão torna difícil para as corujas localizarem suas presas.

- A ressonância das motos de neve leva a picos nos níveis de hormônio do estresse em lobos e alces.

- Em habitats barulhentos, pássaros e sapos adaptaram seus chamados para serem ouvidos em meio ao nosso burburinho.

- Os barulhos de navios, mineração e pesquisas sísmicas são a causa mais provável do encalhe em massa de golfinhos e baleias, e está relacionado ao fato de cardumes inteiros desenvolverem estresse, perda auditiva e doenças crônicas.

Hempton afirma que salvando o silêncio, você acaba salvando todo o resto. Que paisagens sonoras saudáveis sustentam ambientes saudáveis. E se começássemos a tratar a poluição sonora como POLUIÇÃO, haveria efeitos retumbantes em todos os seres vivos, incluindo nós mesmos.

"O silêncio ajuda há muito tempo os humanos a encontrar sua voz. Como a natureza, ele nos acalma, nos ancora e até nos cura."

Impressionante, né?

27 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

BLOG