• Audium

O som que acostuma, mas adoece.

Uma pessoa compartilhou comigo uma experiência terrível que viveu recentemente:

A mais de 150 metros de distância do prédio onde mora no bairro do Rio Vermelho, há um restaurante que ultimamente está tendo som ao vivo. Neste dia, a emissão sonora estava tão intensa que, de seu quarto - que fica no 3º andar - era possível ouvir com clareza e até entender a letra da música. Esse fato impediu que ele e seus vizinhos dormissem, já que era possível observar vários apartamentos com a luz acesa nos prédios vizinhos durante a madrugada.

Esse tipo de coisa causa indignação. As pessoas tornam-se mais agitadas, com distúrbios do sono e outros tantos reflexos na saúde que nem se dão conta. Muita pessoas vivem essa realidade, mas acham que já estão acostumadas e nada fazem. Nesse caso, os moradores do bairro já estão se mobilizando em busca de paz.

Espaços de entretenimento podem oferecer atividades como desejarem, no entanto, devem estar preparados acusticamente para não agredir sua vizinhança. Aos projetistas deste e de outros locais, é questão de profissionalismo e ética. Aos empresários, é questão de consciência, cidadania e respeito à vizinhança e à legislação. Aos que sofrem, é questão de lutar pelo seu direito de ter qualidade de vida.

É por isso que a Audium busca conscientizar as pessoas com relação a essas questões de acústica do nosso cotidiano por meio do AUDIUM Propaga. Sugerimos sempre que se busque denunciar esse tipo de caso através do número 156.


--


Se despertou alguma dúvida, escreve para nós esclarecermos num próximo post.

E se esclareceu essa questão para você, conta para a gente aqui embaixo.

Conheça nosso canal do YouTube

E acompanhe nosso Instagram!

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

BLOG