• Audium

Seu pet na quarentena

Atualizado: 29 de Set de 2020

Sabia que já fizemos projeto acústico para isolar sons de cachorros? Mas não é disso que vou falar agora.

Quero apenas aproveitar este tema para compartilhar algo que aprendi nessa semana.

O panorama mundial de suspensão das aulas presenciais (até o fim do ano, inclusive) trouxe as crianças para casa durante todo o dia. E isso acarreta, entre outras coisas, em MAIS BARULHO.

A mudança de rotina marcada pela presença constante de ‘humanos’ no dia-a-dia dos pets impactam os bichinhos e por conta disso expressões de estresse e sintomas de depressão podem acontecer. Imagina só!



O organismo, quer seja dos seres humanos quer seja dos animais, sempre reage ao ruído, pois entende como uma agressão, e na prática acelera batimentos cardíacos, dilata pupila, gasta energia, etc.

Num exemplo próximo acontece com um dos nossos líderes de projetos, Cristhian. O gatinho dele “Sushi”, pelo fato de estar com o dono em casa o tempo todo, passou a miar mais durante a madrugada, numa expressão clara de ansiedade.



Animais que ficam muito tempo sozinhos enquanto os donos trabalham podem estranhar muito o movimento aumentado neste período da quarentena. O melhor a fazer, se o animal estiver estressado e agressivo, é deixá-lo quieto e não ligar som alto ou televisão, pois ele está acostumado com o SILÊNCIO. Tentar deixar o ambiente o mais tranquilo possível é a melhor maneira para acalmá-lo.

A dica primordial é: tenha paciência com eles. Pois eles não sabem como reagir nem como expressar suas perturbações de forma ‘sensata’. São irracionais!

Devemos cuidar tanto da nossa saúde mental quanto da dos nossos pets.


Se despertou alguma dúvida, escreve para nós esclarecermos num próximo post. E se esclareceu essa questão para você, conta para a gente aqui embaixo.

Conheça nosso canal do YouTube e acompanhe nosso Instagram

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

BLOG